Páginas

12 de dez de 2010

E quando eu me tranco no meu quarto e digo que não quero mais sair daqui, me chamam de antissocial, de estranha. Mas estranho mesmo é sair de casa pra fazer besteira, é meter os pés pelas mãos só pra fazer parte do grupinho popular do colégio, besteira é encher a cara e sair pegando todo mundo pra se reafirmar atraente. Estranho é agir como se nada importasse, como se as vidas das pessoas valessem menos que as nossas. Mas a humanidade acha isso normal, disso ninguém fala, isso ninguém chama de estranho. Estranho é querer ficar em casa no meu canto, com as minhas coisinhas, quietinha, sem fazer mal a ninguém. Isso sim é estranho hoje em dia. Sociedade estúpida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário