Páginas

21 de fev de 2011

Caminhando sempre, não importa quantas vezes eu caí. Sonhando sempre, não importa quantos sonhos ficaram pra trás. Amando sempre, não importa quantas vezes eu sofri. Confiando sempre, não importa quantas decepções encontrei. Arriscando sempre, não importa quantos nãos da vida eu recebi. O que me resta, é o aqui e o agora. O futuro depende do presente, e o passado, eu deixo ir embora.

Nenhum comentário:

Postar um comentário