Páginas

5 de fev de 2011

Perdi inúmeras vezes o que mais desejei ganhar apreciei a derrota por não ter o que apreciar, subi alto aos picos do paraíso e cai num infinito abismo, aprendi que posso ir alto, alcançar uma meta, porém maior será a minha queda, vi na escuridão a plena luz da alvorada desesperadamente procurei por nada, vi em você algo que pensei gostar me enganei, pois não sei amar, meus sentimentos são como um labirinto eu mesma me perco em tudo o que sinto, me estrago e meu orgulho me faz superior me iludo porque não sinto a dor, aprecio em seu pranto coisas que não posso sentir e sobre tantas memórias apenas deixo-me ir.

Nenhum comentário:

Postar um comentário