Páginas

9 de abr de 2011

Dez passos. Estava a apenas dez passos de você e, ainda assim, eu não me movi. E falando assim, até parecia fácil vencer a distância e ficar frente a frente com você. Eu sabia que não era. Fiquei apenas ali, observando, criando uma melodia. Eu podia lhe conquistar com country ou eu podia tentar com blues. Qualquer música pra chamar a sua atenção; algo para dizer que eu correria milhas e milhas, que eu cruzaria o mundo e mudaria a sua vida para sempre, se uma musica pudesse lhe conquistar. Quando você perceber o meu olhar, eu vou virar o rosto e sorrir, porque não era pra você notar. E enquanto isso, eu estou cantando na minha mente, rezando para conseguir você com rock and roll, porque eu tentarei de tudo, só para ter seu sorriso direcionado a mim. E se eu dissesse que adoro esse teu jeito de falar e caminhar, muitos diriam que eu estou apaixonada, porque meus olhos estão brilhando toda vez que eu digo seu nome. E é por acaso que eu sei a sua música favorita; não posso evitar ouvi-la toda vez que você começa a cantarolar. Ah, se você soubesse... Se soubesse que eu preciso me distrair para conseguir parar de pensar no seu sorriso e que eu me perco em seus olhos. Ah, se essa música pudesse me trazer você... Minhas asas cansaram de lhe perseguir, mas eu continuo cantando, porque a canção me leva até você. Apenas olhe para mim; se você pudesse apenas olhar para mim, eu teria certeza que até mesmo uma valsa o conquistaria, acredite. Eu caminharia sobre o oceano e cantaria na rádio. Ah, se essa música pudesse me trazer você...
(Dayanne Dockhorn)

Nenhum comentário:

Postar um comentário