Páginas

8 de abr de 2011

"Eu já dancei sozinha em meu quarto e quando cheguei em uma festa não tive coragem de dançar. Já tive vontade de jogar coisas na parede. Já disse lixo é no lixo e joguei um papel amassado em um amigo. Todo final de ano digo que o ano passou rápido. Já rabisquei um papel enquanto falava no telefone e já cheguei a falar aham para alguém sem ao menos saber o que essa pessoa dizia. Já acendi e apaguei a luz de meu quarto várias vezes só para parecer uma balada. Eu já aumentei e abaixei o som fingindo que era Dj. Já fingir seduzir meus amigos. Eu já falei sozinha, já falei com brinquedos e continuo fazendo isso hoje. Já ri de coisas que me fizeram chorar. Já fiquei séria após alguém contar uma piada e já ri sozinha ao contar uma piada. Já fingi que estava dormindo, já ouvi meu nome em uma conversa dos meus pais e já fiquei na janela enquanto vizinhos brigavam. Já dei um tapa no meu computador na esperança dele destravar, o mouse já sumiu da minha tela e eu já ri no msn sem achar graça nenhuma. Eu já disse ser alguma personagem de tv, já fingi estar numa cena do filme e já chorei vendo casais se beijando. Já fiquei muito tempo sem dormir imaginando conversas que não existem. Já fiquei feriados prolongados em casa, de baixo de um cobertor e tomando chocolate quente. Ao invés de estudar fiquei o dia inteiro no computador e na hora da prova pedi a Deus uma luz. Já tive um bichinho virtual. Já chorei muito. Já fiquei cantando música da infância com as amigas. Quando eu era criança desejava ser adolescente e hoje chamo pela minha infância. Você deve ter feito tudo isso, ou quase tudo isso. Somos iguais, temos as mesmas atitudes, isso é ruim? Não, é tão lindo. Dizem para sermos diferentes, mas as vezes ser igual é muito bom."

Nenhum comentário:

Postar um comentário